Livro em aberto


Amor sincero

 

Eu quero aquilo que possa me salvar. Um caminho de luz: alguém que me leve - que me faça acreditar na existência de.  Eu quero conforto. Verdade. Eu quero um mundo encantado. Eu quero.

Tão difícil.

(A dor já é conhecida.  Acho que não nasci para...).

 



Escrito por Carol Néspoli às 19h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


A vida é um círculo sem frestas

É que a foto desbota, mas a pessoa é sempre a mesma.



Escrito por Carol Néspoli às 22h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Quase o fim

Antes de fechar definitivamente este livro que, pra sempre será inacabado, posto aqui o endereço do "novo" blog para aqueles que ainda não o conhecem: 

http://carolnespoli.wordpress.com

Um muito obrigada para aqueles que leram durantes alguns anos as palavras que por aqui estiveram. Volto assim que aparecer inspiração e energia necessárias para que o "fim" do Livro em Aberto se concretize.



Escrito por Carol Néspoli às 11h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Nada como um ano após o outro

Projeto em mente. Na lente, os dados. Dentes afiados... No foco a vontade. Da mente à ação. Projeto no chão.  Pés em movimento. Da massa ao concreto. Mãos no desejo, e a tristeza – o desânimo – enterrar numa gaveta velha que ficou pra trás com o ano velho que não existe mais.

Que, ao menos cinqüenta por cento do que se almeja quando um ano se inicia, seja alcançado. Amém.

 

 



Escrito por Carol Néspoli às 00h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Categorias
Todas as mensagens Link Citação



Outros sites
 O Avesso do Reflexo
 Sampa -no-buraco-da-agulha
 Contos e Causos
 Diana de Hollanda
 Different Taste
 Para todos
 Filmes Gls (ou quase)
 Chile pilotando uma moto
 Da hora
 Matheus Mendes
 Em construção
 BOL - E-mail grátis
 UOL - O melhor conteúdo
 Fora do Alvo
 Conversas com o macaco
 Meu Jardim
 Pensamento Poema
 Psico Poético